MASP

Wesley Duke Lee

Através do espelho mágico (Pietro Maria Bardi), 1987

  • Autor:
    Wesley Duke Lee
  • Dados biográficos:
    São Paulo, Brasil, 1931-2010
  • Título:
    Através do espelho mágico (Pietro Maria Bardi)
  • Data da obra:
    1987
  • Técnica:
    Tinta acrílica sobre tela
  • Dimensões:
    150 x 150 x 3,2 cm
  • Aquisição:
    Doação Private Bank/Citibank, 1990
  • Designação:
    Pintura
  • Número de inventário:
    MASP.01195
  • Créditos da fotografia:
    João Musa

TEXTOS



Wesley Duke Lee começou sua carreira artística frequentando os cursos livres de desenho do MASP, em 1951. Ao longo dessa década, viajou continuamente como assistente do pintor Karl Plattner (1919-1986) e estudou design e artes gráficas por vários anos em Nova York. Neste período nos Estados Unidos, teve o primeiro contato com a nascente arte pop. De volta ao Brasil em 1960, criou o movimento “realismo mágico”, que buscava no retorno à figuração uma alternativa às tendências abstrato geométricas que dominavam a arte paulista naquela época. Foi professor de artistas como Carlos Fajardo, José Resende, Frederico Nasser e Geraldo de Barros (1923-1998), com os quais fundou o Grupo Rex (1966-67), um coletivo que, por meio de happenings, eventos espontâneos e performáticos, e de um jornal bastante humorado, reagia criticamente ao mercado de arte brasileira. Assim, o artista contribuiu para a inserção do pop no repertório artístico nacional. A obra do MASP, Através do espelho mágico (Pietro Maria Bardi) foi pintada muitos anos depois dessa época, mas mantém o traço e a profusão de cores característica da arte pop. É apenas uma das treze obras do artista na coleção, o que confirma o vínculo de décadas entre o artista e o diretor fundador do Museu, Pietro Maria Bardi (1900-1999).

— Equipe curatorial MASP, 2017


Fonte: MASP: Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand, São Paulo: Instituto Cultural J. Safra, 2017. (Coleção museus brasileiros)



Pesquise
no Acervo

Filtre sua busca