MASP

Degas: dance, politics and society

Edited by:

Adriano Pedrosa; Fernando Oliva


Texts by:

Adriano Pedrosa; Ana Magalhães; Anthea Callen; Fernando Oliva; Gabriela Gotoda; Isolde Pludermacher; Leïla Jarbouai; Leslie Dick; Norma Broude; Raisa Rexer; Susan Tenneriello


Capa dura, 4x23x29cm, 344p, inglês, MASP, 2021


R$ 149


ISBN


Beatriz Milhazes é uma artista central na arte contemporânea brasileira, no panorama da pintura internacional e na história recente da abstração. Milhazes trabalha com um complexo repertório de imagens associadas a diversos motivos, origens e fontes, primordialmente em pintura, mas também em gravura, colagem, desenho, escultura e têxteis. Suas composições são intrincadas, densas, multicoloridas e literalmente cheias de camadas — de cores, tintas, papéis e significados. As fontes são diversas e plurais — do modernismo ao barroco, da chamada arte popular à cultura pop, da moda à joalheria, da própria história da arte à natureza, da arquitetura à abstração. Este livro acompanha a maior exposição dedicada ao trabalho da artista, <em class="italic">Beatriz Milhazes</em>: <em class="italic">Avenida Paulista.</em> Seu título faz referência ao nome da avenida em que estão situadas as duas instituições que coorganizam o projeto: o Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand e o Itaú Cultural. A publicação, em capa dura com serigrafia, é ricamente ilustrada, com quatro capas distintas, dois tipos de papéis, abrangendo a produção da artista de 1989 até 2020, além de contar com nove textos inéditos sobre sua obra, abordando múltiplos aspectos de sua produção. Trata-se de um livro indispensável para quem acompanha ou quer conhecer o trabalho de Beatriz Milhazes, uma das artistas mais significativas da cena brasileira e internacional no século 21.