MASP

Leonilson

Agora e as oportunidades, 1991

  • Autor:
    Leonilson
  • Dados biográficos:
    Fortaleza, Ceará, Brasil, 1957 - São Paulo, Brasil, 1993
  • Título:
    Agora e as oportunidades
  • Data da obra:
    1991
  • Técnica:
    Acrílica, tinta metálica e lápis de cor sobre lona
  • Dimensões:
    159 x 87,5 cm
  • Aquisição:
    Doação Fernanda Feitosa e Heitor Martins, 2020
  • Designação:
    Pintura
  • Número de inventário:
    MASP.11149
  • Créditos da fotografia:
    Eduardo Ortega

TEXTOS



O artista Paulo Nazareth baseia sua produção em caminhadas que se desdobram em performances, fotografias, objetos, publicações, desenhos e vídeos. De ascendência branca, negra e indígena, Nazareth considera suas “andanças”, como ele mesmo chama, uma herança de sua avó, que era do Povo Borun, do Vale do Rio Doce e, segundo o artista, desaparecida na primeira república, no início do século 20. Dela, ele retomou o sobrenome Nazareth, como forma de preservar a memória de seus antepassados oprimidos. Assim, ao produzir autorretratos, como este díptico de fotografias, o artista discute como em seu rosto estão inscritos sua ancestralidade, marcadores sociais e histórias do processo de formação do Brasil. As fotografias de frente e de perfil remetem às imagens etnográficas surgidas no século 19, fotos de documentos e fichas criminais, questionando as formas de classificação sobre seu corpo. A obra foi produzida durante uma residência artística na ecovila Terra Una, na Serra da Mantiqueira, e, nas fotos, um objeto construído com madeira da região emula um instrumento de tortura na boca do artista. O título, “Sem título [da série Para lembrá-lo de permanecer em silêncio 1]”, lhe ocorreu em um sonho e evoca a dicção de ditados populares, remetendo à sentença do opressor, mas com ironia e, portanto, também indicando a resistência daqueles que são silenciados.

— Leandro Muniz, assistente curatorial MASP, 2022



Pesquise
no Acervo

Filtre sua busca