MASP

Estudos
Críticos

Sempre às quintas-feiras, o MASP Escola oferece cursos intensivos sobre tópicos específicos da cultura contemporânea. A matrícula pode ser feita de maneira independente em cada um dos temas. Este programa se pretende como um espaço de debate que possibilite a reflexão sobre a arte em suas intersecções com questões políticas e sociais.

Eustáquio Neves,

Tempo Negro: entre memórias, práticas artísticas e de resistência

07 a 28.6.2018
Quintas-feiras
19h às 22h

O curso tem como objetivo apresentar como se dão os processos de ressignificação e desconstrução dos estereótipos raciais por meio das experiências estéticas. Para tanto, analisa como o mito negro se forma sob a ideia de uma lei da raça, mostrando que ao longo da história, através da memória do corpo e dos diferentes usos da linguagem, as práticas artísticas se encontram nas encruzilhadas da resistência.

Mario Cravo Neto, Mona Lisa, 1989, Doação Pirelli, 1994, Acervo MASP.

África-Áfricas: do que sabemos e o que ensinamos?

10 a 31.5.2018
Quintas-feiras
19h às 22h

Nesse curso pretende-se abordar as questões em torno da historiografia, ensino e pesquisa sobre África, e as frequentes implicações de recortes e simplificações normativas atribuídos a este continente que por muito tempo nos legaram análises profundamente estigmatizadas. 

Escultura Par de Ibejis, Doação Cecil Chow Robilotta e Manoel Roberto Robilotta, Acervo MASP.

Arte africana em movimento

12.4 a 3.5
Quintas-feiras
Das 19h às 22h

O curso tem como objetivo apresentar uma seleção de temas pertinentes à discussão e problematização do que se convencionou chamar de arte africana tradicional. Os temas propostos foram pensados de forma a estimular os alunos a pensarem criticamente sobre os lugares ocupados pelas produções artísticas africanas ao longo do tempo na história da arte, cujas implicações refletem no tratamento dado a elas nas coleções de museus, exposições e publicações especializadas.

Anteriores