MASP

MASP SUSTENTÁVEL

Em 2019, foi criado o Grupo de Trabalho em Sustentabilidade, formado por colaboradores de diversas áreas do museu. Em 2020, o grupo realizou um amplo levantamento sobre as principais ações, presentes e futuras, relacionadas ao desenvolvimento sustentável do MASP. De característica multidisciplinar, o grupo encontra-se regularmente e trabalha em conjunto para que iniciativas sustentáveis sejam propostas, analisadas e implementadas no museu.

Dentre as iniciativas, destaca-se a publicação do inventário de gases de efeito estufa – o GHG Protocol. Esta ação foi pioneira no setor cultural, sendo o MASP o primeiro museu brasileiro com acervo a realizar esse inventário, que visa entender, quantificar e gerenciar as emissões de gases de efeito estufa da instituição. O MASP realiza uma auditoria externa de seu inventário, o que possibilita ao museu receber a certificação de maior nível do programa – o Selo Ouro. Em 2022, o MASP irá publicar pelo terceiro ano consecutivo seu inventário.

Acesse os inventários do MASP

Outras iniciativas mapeadas como importantes avanços na sustentabilidade ambiental, também realizadas por diversas áreas do museu, incluem a redução do desperdício de água, a implementação de gestão especializada de almoxarifado e suprimentos, a redução das impressões em papel e o avanço nas iniciativas ligadas à eficiência energética, como a adequação progressiva da iluminação para LED.

GESTÃO DE RESÍDUOS

Em 2022, o MASP realizou uma importante melhora em sua gestão de resíduos. Hoje, todo o resíduo produzido pelas áreas administrativas e de circulação de público é destinado corretamente. Os resíduos orgânicos são transformados em adubo, as embalagens são recicladas e os rejeitos são transformados em energia. A empresa responsável para a coleta dos resíduos é a empresa MUSA – através do QR-Code abaixo, é possível acompanhar, em tempo real, a gestão de resíduos do museu.

Clique para conhecer o Manual de Gestão de Resíduos do MASP

image

O projeto de gestão de resíduos do MASP tem apoio da Braskem, patrocinadora do museu.

Acesse e confira o que acontece com o lixo que geramos.

A Braskem é uma empresa que produz resinas plásticas, e o patrocínio está conectado com seu compromisso em realizar a Economia Circular por meio de iniciativas que estimulem o consumo consciente, a gestão, o descarte correto e a reciclagem do plástico.

Nos esforços pela eliminação de resíduos plásticos, a companhia pretende ampliar seu portfólio I`m greenTM para incluir, até 2025, 300 mil toneladas de resinas termoplásticas e produtos químicos com conteúdo reciclado e, até 2030, 1 milhão de toneladas desses produtos. Também até 2030, a Braskem vai trabalhar para eliminar 1,5 milhão de toneladas de resíduos plásticos que seriam enviados para incineração, aterros, ou depositados no meio ambiente.

image