MASP

CURSOS
DE FÉRIAS

O MASP Escola não para nos meses de fevereiro e julho. Menores, os cursos de férias são indicados para quem tem interesse em um curso rápido e intensivo. As aulas duram uma semana e tratam de temas gerais da história da arte, desde estudos aprofundados sobre artistas de destaque da coleção até tópicos específicos dos ciclos anuais de exposições.

Guido Reni (ateliê de), Suicídio de Lucrécia, 1625/1640, doação, Príncipe George Lubomirsky, 1958 - 27 P

Mulheres fortes: da Antiguidade ao Barroco italiano

29-31.7 e 1-2.8
seg-sex
19h-21h

As fontes da Antiguidade e a tradição do Velho Testamento legaram às artes histórias de mulheres notáveis como Cleópatra, Lucrécia, Suzana, Judite e a rainha Tomíris. No curso, serão estudadas as iconografias dessas mulheres fortes, a partir de obras de grandes artistas italianos. O percurso terá início nas primeiras representações visuais e fontes textuais sobre cada personagem, terminando em obras do período barroco.    

Regina Vater, 'Tina América', 1976, fotografia, 31 x 65 cm, cortesia: Galeria Jaqueline Martins

Feminismos e mulheres artistas no Brasil dos anos 1960 e 70

23-26.7
ter-sex
15h-17h

O curso irá analisar os encontros entre as teorias feministas e a produção de mulheres artistas no Brasil nos anos 1960 e 70. Serão discutidos aspectos como a recepção local ao movimento feminista, as relações com o campo artístico e a produção de artistas mulheres como Anna Maria Maiolino, Lygia Clark e Iole de Freitas, entre as mais conhecidas, e Judith Lauand, Maria do Carmo Secco, Jeannette Priolli e Maria Lídia Magliani, ainda na obscuridade à época. O curso se organiza a partir de eixos temáticos clássicos do movimento feminista, como a questão da “natureza” da mulher, seus lugares sociais e possibilidades de desejo, abordando uma produção ainda desconhecida devido aos preconceitos de gênero.

Kerry James Marshall, Untitled (Painter) [Sem título, (Pintora)], 2009, Acervo Museum of Contemporary Art Chicago

O contemporâneo nas obras do Museum of Contemporary Art Chicago

22-26.7
seg-sex
19h-22h

O curso apresenta uma breve história da arte na segunda metade do século 20, a partir das obras do Museum of Contemporary Art (MCA) Chicago expostas no MASP até 30.12.2019, graças ao intercâmbio entre os museus. Nessa história, serão levadas em conta as mudanças no cenário artístico global pós-Segunda Guerra Mundial, tendo como ponto de partida a oposição entre a pop art (nas obras de Robert Rauschenberg e Andy Warhol) e o expressionismo abstrato, nos Estados Unidos. 

Lina Bo Bardi testa suporte de vidro para a Pinacoteca do MASP. Crédito: Lew Parrella, 1967

LINA BO BARDI das ideias à construção: arquitetura como ação cultural

15-20.7
seg-sáb
19h-22h

Realizado em parceria com o Instituto Bardi, o curso tratará da vida e da obra da arquiteta Lina Bo Bardi (1914-1992). Lina chegou em 1947 ao Brasil, que escolheu para viver e trabalhar. É autora do projeto do edifício-sede do MASP, entre outras obras significativas para as instituições culturais, como o MAM da Bahia e o Sesc Pompeia. A proposta abordará o contexto histórico e cultural dos principais trabalhos da arquiteta nos campos da arquitetura e do desenho industrial. A última aula terá lugar na Casa Vidro, primeiro projeto construído da arquiteta.

Tarsila do Amaral, Sem título (Paisagem), 1972

Tarsila moderna, popular e intimista

15-18.7
seg-qui
19h-22h

O curso propõe uma análise sobre o trabalho de Tarsila do Amaral, olhando para sua obra, desde a indagação de uma possível arte moderna em um país marcado pela dependência cultural em relação à Europa, passando pela importância que confere à cultura popular, até os momentos em que tomam lugar o intimismo e o caráter absorto na constituição de uma experiência moderna no Brasil. As aulas variam entre análises de uma única obra a reflexões sobre conjuntos tematicamente reunidos ou temporalmente determinados, e observações acerca da fortuna crítica consolidada acerca da trajetória da artista.

Anteriores