MASP

Histórias das mulheres, histórias feministas

SÁB - DOM/ 14H - 17H
ATÉ 20 PESSOAS
VAGAS LIMITADAS
ATIVIDADES GRATUITAS

 

 

Histórias das mulheres, histórias feministas

O círculo e seus amigos [sáb]

27.7
sáb
14h-17h

Por ocasião das férias escolares, o MASP convida mais uma vez Beatriz Milhazes a participar de seu programa de oficinas infantis. Em junho de 2016, em paralelo à exposição coletiva Histórias da infância, a artista propôs às crianças exercícios criativos com colagem. Nesta oficina, Milhazes continua a trabalhar com a mesma linguagem, usando materiais adesivos coloridos, recortados em formas geométricas básicas e padrões orgânicos recorrentes em seu trabalho. Os participantes serão estimulados a desenvolver os próprios repertórios de composições.

As oficinas são gratuitas. Em contrapartida, o museu incentiva as crianças a doar uma colagem realizada durante a atividade, tendo em vista a continuidade de seu acervo de produções infantis, iniciado pelos programas educativos do MASP na década de 1970.

Imagem: Sophia Wey (7 anos), Sem título, 2016 (produzido em oficina com Beatriz Milhazes para a exposição Histórias da infância)

PROPONENTE

Beatriz Milhazes
Formada em Comunicação Social. Ingressou em 1980 na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, onde estudou até 1983. Como professora de pintura, lecionou até 1996.

É considerada uma das mais importantes artistas brasileiras. Consolidou sua carreira no circuito nacional e internacional de Artes Plásticas com participação na Bienal de Veneza (2003), na Bienal de São Paulo (1998 e 2004) e na Bienal de Shangai (2006), e com exposições individuais em museus e instituições prestigiosas, como a Pinacoteca do Estado de São Paulo (2008); a Fondation Cartier, Paris (2009); a Fondation Beyeler, Basel (2011); a Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa (2012); o Museo de Arte Latinoamericano (Malba), em Buenos Aires (2012); o Paço Imperial, no Rio de Janeiro (2013) e o Pérez Art Museum, em Miami, EUA (2014/2015). 

Suas obras integram importantes coleções no Brasil e no exterior. 

O círculo e seus amigos [dom]

28.7
dom
14h-17h

Por ocasião das férias escolares, o MASP convida mais uma vez Beatriz Milhazes a participar de seu programa de oficinas infantis. Em junho de 2016, em paralelo à exposição coletiva Histórias da infância, a artista propôs às crianças exercícios criativos com colagem. Nesta oficina, Milhazes continua a trabalhar com a mesma linguagem, usando materiais adesivos coloridos, recortados em formas geométricas básicas e padrões orgânicos recorrentes em seu trabalho. Os participantes serão estimulados a desenvolver os próprios repertórios de composições.

As oficinas são gratuitas. Em contrapartida, o museu incentiva as crianças a doar uma colagem realizada durante a atividade, tendo em vista a continuidade de seu acervo de produções infantis, iniciado pelos programas educativos do MASP na década de 1970.

Imagem: Sophia Wey (7 anos), Sem título, 2016 (produzido em oficina com Beatriz Milhazes para a exposição Histórias da infância)

PROPONENTE

Beatriz Milhazes
Formada em Comunicação Social. Ingressou em 1980 na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, onde estudou até 1983. Como professora de pintura, lecionou até 1996.

É considerada uma das mais importantes artistas brasileiras. Consolidou sua carreira no circuito nacional e internacional de Artes Plásticas com participação na Bienal de Veneza (2003), na Bienal de São Paulo (1998 e 2004) e na Bienal de Shangai (2006), e com exposições individuais em museus e instituições prestigiosas, como a Pinacoteca do Estado de São Paulo (2008); a Fondation Cartier, Paris (2009); a Fondation Beyeler, Basel (2011); a Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa (2012); o Museo de Arte Latinoamericano (Malba), em Buenos Aires (2012); o Paço Imperial, no Rio de Janeiro (2013) e o Pérez Art Museum, em Miami, EUA (2014/2015). 

Suas obras integram importantes coleções no Brasil e no exterior. 

Anteriores