MASP

Diálogos
no Acervo

TER 16H
DURAÇÃO APROX. 1H
ATÉ 20 PESSOAS

INSCRIÇÕES NA RECEPÇÃO
DO 1º SUBSOLO COM, NO MÍNIMO,
1 HORA DE ANTECEDÊNCIA.

ATIVIDADE GRATUITA.

PATROCINADOR

partner-icon

Que relações poderiam ser feitas entre objetos de diferentes origens, períodos e estilos? Os cavaletes de cristal, no 2º andar do MASP, eliminam hierarquias entre as obras do acervo, dispensam roteiros predeterminados e desafiam narrativas canônicas da história da arte. A transparência espacial convida os visitantes a construírem seus próprios caminhos, permitindo justaposições inesperadas entre arte asiática, africana, brasileira e europeia. Os diálogos dão-se não somente entre obras, mas também entre elementos que compõem cada obra, como fundo e figura, frente e verso, tela e moldura; ou até mesmo entre as obras e os outros visitantes.

O Diálogos no Acervo substitui o antigo modelo de visitas guiadas à coleção, em que os visitantes são conduzidos por um percurso cujo anseio é abranger a totalidade ou os destaques da exposição. Através de mediações semanais, o programa visa instigar novas relações entre obras, visitantes e mediadores, repensando as formas possíveis de experiência na galeria. Evitando práticas educativas bancárias, onde um fala e os outros apenas escutam e assentem, os encontros buscam promover diálogos múltiplos, com todos os tipos de público.

Em 2018, além de sua programação regular, o programa aproveita os intercâmbios e comodatos atualmente estabelecidos pelo MASP com instituições estrangeiras e brasileiras, como o museu Tate (Londres) e a B3 (Nova Bolsa de Valores, São Paulo), para desenvolver ciclos especiais de diálogos voltados às obras em empréstimo expostas nos cavaletes de concreto e cristal.

Convidamos a todos para participar e contribuir com os Diálogos no Acervo, que acontecem semanalmente, às terças-feiras, 16h. A entrada é gratuita.

22.1
ter
16h

Paul Gauguin, Pobre Pescador, 1896
Antonio Parreiras, Iracema, 1909

29.1
ter
16h

Sonia Gomes, Eros, 2018
Rubem Valentim, Objeto Emblemático 4, 1969

5.2
ter
16h

Pierre-Auguste Renoir, A banhista e o cão griffon, 1870 
Victor Meirelles, Moema, 1866 
Guerrilla Girls, As mulheres precisam estar nuas para entrar no MASP?, 2017

12.2
ter
16h

Benedito Calixto, Rampa do Porto do Bispo em Santos, circa 1900
Paul Cézanne, Rochedos em L’Estaque, 1882-85

19.2
ter
16h

Pedro Américo, Paz e Concórdia, 1895
Eugène Delacroix, O Outono, O Inverno, A Primavera e O Verão, 1856-63

16.2
ter
16h

Elza O. S., Dentro de Casa, 1964
Amedeo Modigliani, Lunia Czechowska, circa 1918
Amedeo Modigliani, Renée, 1917

Anteriores