MASP

Erika Verzutti

Vênus Libereseusmamilos, 2017

  • Autor:
    Erika Verzutti
  • Dados biográficos:
    São Paulo, Brasil, 1971
  • Título:
    Vênus Libereseusmamilos
  • Data da obra:
    2017
  • Técnica:
    Papel machê e poliestireno
  • Dimensões:
    174 x ø 115 cm
  • Aquisição:
    Doação da artista, 2018
  • Designação:
    Escultura
  • Número de inventário:
    MASP.10735
  • Créditos da fotografia:
    Eduardo Ortega

TEXTOS



As esculturas e instalações de Erika Verzutti costumam associar elementos díspares, como frutas e vegetais, a objetos imbuídos de valor simbólico, a exemplo de totens, esculturas ritualísticas ou lápides. Seu método tem início na fabricação de moldes e réplicas a partir de elementos reais que a artista manipula, adicionando e modificando camadas de materiais. Verzutti desenvolveu uma série de obras que retomam a figura de Vênus. Nessas obras, esculturas verticais aludindo a corpos femininos ou a formas fálicas trazem alta carga erótica e uma crítica bem‑humorada ao ideal de beleza feminina construído pela história da arte. Obra comissionada pelo MASP no contexto da exposição Histórias da sexualidade (2017), Venus Freethenipple remete à emblemática estatueta paleolítica Vênus de Willendorf (25.000-20.000 a.C.), presente no acervo do Naturhistorisches Museum [Museu de História Natural] (Viena) — símbolo de fertilidade representado pelos seios e ventre volumosos. A escultura de Verzutti, com papel machê e poliestireno, em acabamento semelhante ao da pedra calcária, apresenta três partes sobrepostas: uma jaca, uma grande abóbora e um aspargo gigante, que podem ser associadas às partes do corpo da estatueta antiga — pernas, tronco e cabeça. O título sugere relação direta com o movimento ativista internacional feminista Free the Nipple [Libere os mamilos], em prol da liberdade sexual e igualdade de gênero. Tal reivindicação é exercida por mulheres que frequentam espaços públicos com os seios à mostra, transmitindo a mensagem de que a nudez feminina deve ser vista tão naturalmente quanto a nudez masculina.

— Camila Bechelany, curadora assistente, MASP, 2018


Fonte: Adriano Pedrosa (org.), MASP de bolso, São Paulo: MASP, 2020.



Pesquise
no Acervo

Filtre sua busca