MASP

Marcius Galan

Coluna (para Lina), 2021

  • Autor:
    Marcius Galan
  • Dados biográficos:
    Indianápolis, Estados Unidos, 1972
  • Título:
    Coluna (para Lina)
  • Data da obra:
    2021
  • Técnica:
    Escultura
  • Dimensões:
    170 x 56 x 54 cm
  • Aquisição:
    Doação do artista, 2021
  • Designação:
    Escultura
  • Número de inventário:
    MASP.11204
  • Créditos da fotografia:

TEXTOS



Marcius Galan trabalha com esculturas, desenhos e instalações que questionam e relacionam a geometria, a arquitetura e a cartografia. No trabalho Coluna (para Lina), uma coluna de concreto de 170 cm de altura é cortada por cunhas de madeira que sustentam a escultura. A referência no título é à Lina Bo Bardi (1914-1992), arquiteta que concebeu o edifício MASP e os famosos cavaletes de vidro em que são expostas as obras do museu. Cunhas são elementos usados para calçar objetos em desnível; seu uso, portanto, sugere uma adaptação. Ao incorporá-las na escultura, Galan as transforma em algo estrutural para o trabalho, já que elas foram usadas como as formas de moldagem de suas partes em concreto. Ainda que bastante robusta, a obra é constituída por peças encaixadas, sugerindo instabilidade na coluna, um elemento utilizado para a sustentação na arquitetura ou no corpo. Não por acaso, a escultura tem a altura de uma pessoa adulta. Às vezes, o artista incorpora elementos extraídos do museu ou instituição onde seu trabalho é apresentado. Em Coluna (para Lina), a escultura tem a mesma largura e profundidade da base dos cubos de concreto que sustentam os cavaletes de vidro. Do mesmo modo, as cunhas da escultura remetem às dos cavaletes de Bo Bardi, ambas de madeira. Assim, a obra de Galan, feita especialmente para o museu, estabelece uma relação direta com a pinacoteca do MASP e seus cavaletes, homenageando quem a concebeu: Lina Bo Bardi.

— Equipe curatorial MASP, 2021




Pesquise
no Acervo

Filtre sua busca