MASP

Andy Warhol

Mao, 1972

  • Autor:
    Andy Warhol
  • Dados biográficos:
    Pittsburg, Estados Unidos, 1928-Nova York, Estados Unidos, 1987
  • Título:
    Mao
  • Data da obra:
    1972
  • Técnica:
    Serigrafia a cores sobre papel
  • Dimensões:
    92 x 92 cm
  • Aquisição:
    Doação Marcos Amaro, 2018
  • Designação:
    Gravura
  • Número de inventário:
    MASP.10750
  • Créditos da fotografia:
    MASP

TEXTOS



Andy Warhol tornou-se o maior símbolo da arte pop a partir dos anos 1960 com suas reproduções de figuras icônicas da cultura de massa: celebridades (Marilyn Monroe, Elvis Presley), personalidades políticas (John F. e Jackie Kennedy) e mesmo produtos industriais (como as latas de sopa Campbell). As imagens eram replicadas com variações de cores vivas por meio de técnicas como a serigrafia. Além de dissimular a mão do artista na execução da obra, a escolha desses métodos também indicava o desgaste tanto físico, devido a falhas nos processos mecânicos de impressão, como simbólico sofrido por essas imagens, visto que tamanha disseminação leva à sua banalização. Também o então presidente chinês Mao Tsé Tung, declarado pela revista estadunidense Life como a pessoa mais famosa do mundo em 1971, teve seu retrato oficial apropriado por Warhol e replicado em diversos tamanhos, cores e suportes. O interesse do artista aqui se volta para a ambígua relação entre propaganda política, publicidade e arte. Protagonista na Revolução Cultural Chinesa e na República Popular da China, a imagem do líder político era vista por todas as partes no país, inclusive no Pequeno Livro Vermelho, base para o pensamento maoísta que se impôs como doutrina do Estado de partido único — o Partido Comunista Chinês. A série Mao foi feita em 1972 após um grande acontecimento durante a chamada Guerra Fria: a visita à China do então presidente dos EUA, Richard Nixon, depois de quase 25 anos de isolamento. Como vemos na serigrafia do MASP, essa série se diferencia pelo retorno de elementos de pintura como fortes pinceladas, rabiscos e manchas de tinta nos olhos e na boca do líder político chinês, que lembram maquiagem.

— Laura Cosendey, assistente curatorial, MASP, 2021




Pesquise
no Acervo

Filtre sua busca