MASP

Maria Auxiliadora da Silva

Três mulheres, 1972

  • Autor:
    Maria Auxiliadora da Silva
  • Dados biográficos:
    Campo Belo, Minas Gerais, Brasil, 1935-São Paulo, Brasil, 1974
  • Título:
    Três mulheres
  • Data da obra:
    1972
  • Técnica:
    Guache e massa de poliéster sobre tela
  • Dimensões:
    46 x 61 cm
  • Aquisição:
    Doação Paulo Bilezikjian, 2016
  • Designação:
    Pintura
  • Número de inventário:
    MASP.01634
  • Créditos da fotografia:
    MASP

TEXTOS


Por Equipe curatorial MASP
Uma cena de interior para um sábado à noite. Na pintura Três mulheres (1972), as vestes e os tecidos são detalhados, embora as figuras estejam despidas. Menos evidente que o erotismo dos corpos nus, é o refinamento dedicado aos têxteis que envolvem as personagens e as acalentam, conferindo um extraordinário senso de intimidade e cumplicidade à cena. Maria Auxiliadora (1938-1974) pinta como quem costura, e de fato ela trabalhou como costureira antes de se tornar pintora — a passamanaria azul e branca que atravessa um vestido, as cinturas marcadas e os plissados, tudo possui valor cromático e também tátil. A pele das mulheres apresenta tons variados. Duas se postam confortáveis sobre a cama, nuas (com exceção de um pé de bota remanescente), parecendo olhar diretamente para o observador da tela. Um sutiã e um vestido, no mesmo vermelho dos sapatos, jazem junto aos corpos, retirados ou prestes a serem vestidos pelas mulheres que conversam sobre seus planos para aquela noite. Uma feminilidade convencional está nas curvas, enfatizada pelos seios, que se projetam para fora da tela. Auxiliadora ilustra possibilidades franqueadas a algumas mulheres de seu tempo, urbanas, solteiras, independentes e com renda própria. A conversa inscrita nos balões de diálogo trata do desejo e da liberdade do trânsito pela cidade e da circulação noturna, que possibilita prazeres e encontros: –Marilena! Dulcineia! Eu vou ao forró da Brasilândia! Vocês querem ir também? –Eu não vou sair com você, porque marquei encontro com Roberto já são 5 horas vou me vestir depressa. O meu amor vai chegar às 5 e 30! –Deixe-me pensar Sarita. Mas não sei se saio com você ou com Paulo Aurélio. O MASP possui quatro obras de Maria Auxiliadora em seu acervo e organizou uma grande retrospectiva de sua obra em 2018.

— Equipe curatorial MASP, 2020




Pesquise
no Acervo

Filtre sua busca