MASP

sala de vídeo: Laure Prouvost

29.11.2019-25.2.2020

Laure Prouvost (Croix, Lille, 1978) é uma artista francesa, que vive entre Londres, Reino Unido, e Antuérpia, Bélgica. Por meio de um trabalho minucioso com a imagem, o som e a linguagem, ela constrói um complexo universo em que se mesclam referências artísticas e literárias, assim como ficção e realidade. Graças a seu método particular de montagem, que inclui sequências rápidas de tomadas sucessivas, a artista cria uma obra em vídeo que utiliza para construir novas narrativas. O som, no qual sua voz geralmente intervém, gera sutis jogos de palavras que propõem um exercício de reflexão e interação que, em muitos momentos, interpela diretamente o espectador. Seu trabalho, generoso e com grande senso de humor, estabelece relações entre a linguagem, a imagem e a percepção. Essa mostra inclui três vídeos, de diferentes períodos, em que podemos observar o interesse da artista pela experimentação com a imagem e o som, assim como a presença da escrita e da fala, que impregnam seu trabalho e geram grande diversidade de leituras e relações com outras artistas presentes no museu.

Em Swallow (2013), o espectador é bombardeado por uma série de montagens que se desdobram em imagens e sons sensuais. Prouvost rende homenagem à pintura por meio da representação de um grupo de banhistas que faz referência às figuras das virgens na pintura do Quattrocento.

Assim como em Swallow, em Going Higher (2014) o espectador é confrontado com uma série de imagens sucessivas de diferentes registros; as mãos da artista empurram em direção à câmera ou às bordas da tela, tentando exceder suas limitações físicas.

Em It, Heat, Hit (2010), imagem, texto e um som envolvente se justapõem gerando um efeito sinestésico e sensorial por meio de uma narrativa desorientadora.  

CURADORIA Maria Inés Rodriguez, curadora-adjunta de arte moderna e contemporânea, MASP.

Ao longo de 2019, os vídeos aqui apresentados integram o ciclo de Histórias das mulheres, histórias feministas do MASP. O programa destaca a produção de mulheres artistas, de diferentes nacionalidades, gerações e origens, com o objetivo de promover discussões sobre feminismos e representatividade no campo das artes. As mostras anteriores foram dedicadas a: Jenn Nkiru, Akosua Adoma Owusu, Laura Huertas Millán e Anna Maria Maiolino.

Outras exposições

Exposição

Anna Bella Geiger

29.11.2019-1.3.2020
Exposição

Acervo em transformação: Museum of Contemporary Art Chicago no MASP

5.4-30.12.2019