MASP

Ascânio MMM

Escultura 20, 1978

  • Autor:
    Ascânio MMM
  • Dados biográficos:
    Fão, Portugal, 1941
  • Título:
    Escultura 20
  • Data da obra:
    1978
  • Técnica:
    Madeira pintada
  • Dimensões:
    182 x 107 x 54 cm
  • Aquisição:
    Doação do artista, no contexto da exposição Histórias da dança, 2020
  • Designação:
  • Número de inventário:
    MASP.11071
  • Créditos da fotografia:
    Eduardo Ortega

TEXTOS



A rigidez dos materiais e a estaticidade de volumes sólidos são constantemente postos à prova nas obras de Ascânio MMM. As esculturas de alumínio ou de madeira do artista português baseado no Brasil sugerem movimento pela repetição rigorosa de módulos geométricos idênticos. Escultura 20 é um volume de escala antropomórfica em torsão progressiva característico da produção do artista nos anos 1970, quando agenciava ripas de madeira pintadas de branco em rotação sob seu próprio eixo. A fluidez cadenciada e o fluxo ritmado por um acentuado jogo de luz e sombras dessa obra justificou a sua contextualização na exposição coletiva Histórias da dança– que tinha como uma de suas premissas fazer dialogar representações iconográficas de dança com trabalhos que incorporam qualidades como pulsação e dinamismo de forma não figurativa. A sinuosidade vibrante da escultura também foi colocada em relação com os rodopios dos drapeados esvoaçantes da dança serpentina de Loïe Fuller (1862-1928). Nesse trabalho que revolucionou a concepção de dança, de figuro e do espaço cênico, a atriz e dançarina estadunidense fazia voltear freneticamente um amplo vestido de seda iluminado por feixes de luz de cores alternadas. Todos esses artifícios de cena faziam com que o corpo da artista desaparecesse por trás de movimentações fantasmagóricas, criando a ilusão de uma dança protagonizada por volumes e formas abstratas em movimento.

— Olivia Ardui, curadora assistente, MASP, 2020




Pesquise
no Acervo

Filtre sua busca