MASP

Emiliano Di Cavalcanti

Mulheres década de 20, Sem data

  • Autor:
    Emiliano Di Cavalcanti
  • Dados biográficos:
    Rio de Janeiro, Brasil, 1897-Rio de Janeiro, Brasil ,1976
  • Título:
    Mulheres década de 20
  • Data da obra:
    Sem data
  • Técnica:
    Guache sobre papel
  • Dimensões:
    68 x 48 cm
  • Aquisição:
    Comodato MASP B3 – BRASIL, BOLSA, BALCÃO, em homenagem aos ex-conselheiros da BM&F e BOVESPA
  • Designação:
    Pintura
  • Número de inventário:
    C.01217
  • Créditos da fotografia:
    MASP

TEXTOS



Por meio do desenho, da observação do cotidiano e da ênfase nos costumes, Emiliano Di Cavalcanti (1897 -1976) iniciou sua carreira em jornais na década de 1910, como ilustrador e caricaturista. Foi um dos articuladores da Semana de Arte Moderna de 1922, concebendo a sua programação visual e a capa de seu catálogo, e participando da construção de uma linguagem gráfica moderna — que pode ser vista também em sua forma de assinar as obras naquele período. No ano seguinte, mudou-se para Paris para atuar como correspondente do jornal Correio da Manhã. Foi nesse período que entrou em contato com movimentos artísticos de vanguarda na Europa. Nesse contexto, desenvolvia-se o art déco, do qual Di Cavalcanti recebeu influências, como o desenho estilizado através da geometrização elegante das cenas e das personagens. Em Mulheres década de 20 (sem data), o pintor retrata duas senhoras vestidas nos trajes típicos da época. Nota-se a influência da decoração geometrizada e da ilustração gráfica no tratamento dado pelo artista aos cabelos, lenços e luvas das figuras. Os olhos puxados dessas duas mulheres, além do jogo entre diferentes tonalidades de cor de pele, parecem antecipar elementos que serão utilizados por Di Cavalcanti posteriormente em Cinco moças de Guaratinguetá (1930), do acervo do MASP, considerada uma das obras-primas do artista. Além da notação Mulheres década de 20, essa obra foi também identificada com o título Elegância.

— Guilherme Giufrida, assistente curatorial, MASP, 2018


Fonte: Adriano Pedrosa, Guilherme Giufrida, Olivia Ardui (orgs.), Da Bolsa ao Museu – comodato MASP B3: arte no Brasil, séculos 19 e 20, São Paulo: MASP, 2018.



Pesquise
no Acervo

Filtre sua busca