MASP

História da Coleção do MASP

Horário
19H – 21H
Duração do Módulo
ONLINE
19 – 23.2.2024
SEGUNDA A SEXTA
(5 AULAS)
Investimento
PÚBLICO GERAL
5X R$ 57,60
AMIGO MASP
5X R$ 48,96
*valores parcelados no cartão de crédito
Professores
FELIPE MARTINEZ

Este curso pretende contar uma breve história da coleção do MASP por meio das principais obras de seu acervo e de suas recentes exposições. Inicialmente serão explorados os primeiros anos do museu, especialmente a década de 1950, quando a maior parte da coleção permanente foi formada. Nessa época, as obras eram recebidas em grandes celebrações, com ampla divulgação na imprensa. Por exemplo, quadros de grandes nomes da história da pintura no ocidente, como Van Gogh, Renoir e Rembrandt foram recebidos dessa maneira. O curso também pretende explorar qual foi a relação do MASP com a evolução da arte brasileira, passando por artistas como Anita Malfatti, Di Cavalcanti, Tarsila do Amaral e Portinari. Finalmente, na última aula, será visto como a coleção do museu tem sido ampliada a partir das exposições realizadas nos últimos anos, como Histórias afro-atlânticas, Histórias feministas e Histórias indígenas. Destaque para obras de nomes como Dalton Paula, Aline Motta e Daiara Tukano. 

IMPORTANTE
As aulas serão ministradas online por meio de uma plataforma de ensino ao vivo. O link será compartilhado com os participantes após a inscrição. O curso é gravado e ficará disponível aos alunos durante cinco dias. Os certificados serão emitidos para aqueles que completarem 75% de presença.

----

O MASP, por meio do apoio da VR, oferece bolsas de estudo para professores da rede pública em qualquer nível de ensino.

Planos de aulas

Aula 1 – 19.2.2024
O MASP e o Brasil pós-1945

A primeira aula vai tratar do Brasil no período posterior à Segunda-Guerra Mundial e como a construção de museus no país passa a ser um elemento relevante. Será visto como o MASP, fundado em 1947, foi pensado como um projeto de museu popular em um país em franco crescimento. Também será visto como a criação do MASP se relaciona com a criação de outros no país, como o MAM-SP e o MAM-RJ.

Aula 2 – 20.2.2024
Arte ocidental na coleção do MASP

O segundo encontro vai tratar da criação da coleção de arte europeia no acervo do museu, com destaque para as recepções das obras que chegavam do exterior e eram recebidas em grandes festas com a presença de políticos e artistas. Será visto em detalhes como a pintura O Escolar chegou a museu, sendo recebida em uma grande festa popular na cidade de Salvador.

Aula 3 – 21.2.2024
Modernismo brasileiro no MASP

A terceira aula vai tratar dos principais artistas ligados ao modernismo brasileiro na coleção do museu. Será visto como nomes célebres, como Candido Portinari, Tarsila do Amaral e Anita Malfatti tiveram suas obras incorporadas na coleção do MASP e de que maneira o museu foi importante na construção de suas carreiras e na escrita de uma história da arte modernista no Brasil.

Aula 4 – 22.2.2024
O acervo do MASP a partir de 1968

Neste encontro será visto que em 1968, ano em que a ditadura militar se aprofunda no Brasil, o MASP inaugura sua sede na Avenida Paulista. No novo prédio, a coleção é exposta nos célebres cavaletes de vidro de Lina Bo Bardi. Será visto como a primeira exposição temporária realizada na nova sede, A mão do povo brasileiro, mostrava que o museu estava em contato com as novas circunstâncias políticas e sociais do Brasil. 

Aula 5 – 23.2.2024
As exposições “Histórias” e o atual acervo do MASP

O último encontro vai investigar como as exposições do ciclo Histórias, como Histórias afro-atlânticas, Histórias feministas, Histórias brasileiras e Histórias indígenas vem definindo o perfil recente do museu. Alguns artistas presentes nessas exposições, como Dalton Paula, Aline Motta e Daiara Tukano, possuem obras do no acervo da instituição. Essas obras confirmam a vocação do museu como um espaço central para escrita da história da arte no Brasil.

Coordenação

Felipe Martinez é doutor em história da arte pela Unicamp com pós-doutorado no MAC-USP e na Universidade de Amsterdã. Além do MASP, atua como professor na Casa do Saber e na pós-graduação da PUC-SP. É autor de O Escolar de Vincent van Gogh (Edusp), membro do Conselho Internacional de Museus (ICOM) e da Associação Internacional dos Críticos de Arte (AICA).

Conferencistas