MASP

Histórias da arte: arte do século 19 – de David a Van Gogh

2ª edição
Horário
19h30 às 21h30
Duração do Módulo
19.3 a 2.7.19 (16 aulas)
Investimento

5x R$ 277,30* 

AMIGOMASP

5x R$ 249,30* 

* O parcelamento em 5x só pode ser feito no cartão de crédito.

Coordenação

Felipe Martinez

O curso pretende apresentar e discutir as manifestações artísticas do mundo ocidental ao longo do século 19, desde a Revolução Francesa, na obra de Jacques-Louis David, até o início da arte moderna. As primeiras aulas serão estruturadas em torno da oposição das ideias de clássico e romântico. Depois, se verá o surgimento do Realismo como negação tanto do Romantismo quanto do Neoclassicismo, e como preparador do caminho para o rompimento definitivo com a tradição, que virá com o Impressionismo. Por fim, se discutirá como as obras de artistas como Van Gogh, Toulouse-Lautrec e Cézanne se articulam com a produção do período e pavimentam a estrada para a arte do século 20.

Planos de aulas

Aula 1 - 19.3.2019 
A arte na época da Revolução

A primeira aula será dedicada ao estudo das implicações políticas e sociais trazidas pela Revolução Francesa, com destaque para a vida e a obra dos neoclássicos Jacques-Louis David e Élisabeth-Louise Vigée-Le Brun.

Aula 2 - 26.3.2019
A arte e suas instituições

A segunda aula dará sequência aos tópicos abordados na aula anterior, com destaque para as mudanças da academia francesa no contexto revolucionário. Introdução ao Romantismo.

Aula 3 - 2.4.2019
O Romantismo nas obras de Géricault e Delacroix

Nesta aula, será estudado como a poética de Théodore Géricault e Eugène Delacroix está relacionada ao movimento romântico na França e aos acontecimentos políticos da época.

Aula 4 - 9.4.2019 
Pictórico e linear

A quarta aula é dedicada ao estudo da pintura de Jean-Auguste Dominique Ingres e à comparação da sua obra com a do contemporâneo Delacroix.

Visita ao Acervo em transformação: 
Jean-Auguste Dominique Ingres, Angélica acorrentada, 1859 
Eugène Delacroix, série As Quatro Estações, circa 1856-63

Aula 5 - 16.4.2019
Espírito romântico

O desenvolvimento do Romantismo na Alemanha e na Inglaterra. Destaque para o movimento Sturm und Drang e para a obra dos artistas Henry Fuseli e William Turner.

Aula 6 - 23.4.2019
A paisagem como subversão

A aula tratará da obra de artistas paisagistas, com destaque para os membros da Escola de Barbizon, como Camille Corot e Jean-François Millet.

Visita ao Acervo em transformação: 
Jean-Baptiste-Camille Corot, Cigana com bandolim, 1874

Aula 7 - 30.4.2019
Arte nas academias fora da Europa

Essa aula investigará a atividade das academias de arte fora do continente europeu, com destaque para a produção nos países da América Latina.

Aula 8 - 7.5.2019
Arte e sociedade industrial

As relações entre arte e sociedade industrial. Destaque para o movimento Arts and Crafts e para as ideias de John Ruskin e William Morris.

Aula 9 - 14.5.2019
Ensino e carreira de artistas mulheres

A aula discutirá o acesso de mulheres ao sistema de ensino e produção de obras de arte. Destaque para as trajetórias de Rosa Bonheur e Marie Bashkirtseff.

Aula 10 - 21.5.2019
Courbet e Manet

Nessa semana, se verá como as obras de Gustave Courbet e Édouard Manet representam pontos de ruptura e continuidade com a tradição.

Visita ao Acervo em transformação: obras de Édouard Manet

Aula 11 - 28.5.2019
O Impressionismo como arte dos sentidos

O desenvolvimento do Impressionismo a partir das obras de Claude Monet, Pierre Renoir e Berthe Morisot.

Aula 12 - 4.6.2019
O Impressionismo - parte 2

Continuação dos tópicos abordados na aula anterior e introdução ao pós-impressionismo 

Visita ao Acervo em transformação: 
Claude Monet. A ponte japonesa sobre a lagoa das ninfeias em Giverny, 1920-24

Aula 13 - 11.6.2019
Toulouse-Lautrec – vidas noturnas

Nessa aula, será discutida a carreira e a vida de Henri de Toulouse-Lautrec, a partir das reflexões abordadas na aula anterior sobre o pós-impressionismo.

Visita ao Acervo em transformação: obras de Henri de Toulouse-Lautrec

Aula 14 - 18.6.2019
Van Gogh – entre o mito e a loucura

A aula abordará a produção do pintor holandês Vincent van Gogh e como sua vida se tornou um paradigma para o artista na modernidade.

Aula 15 – 25.6.2019
Paul Gauguin – o potencial primitivo

A partir das relações entre Vincent Van Gogh e Paul Gauguin, se discutirá como a obra do pintor francês Paul Gauguin representa uma via de rompimento com a estética do pontilhismo de Seurat e Signac.

Visita ao Acervo em transformação: obras de Paul Gauguin e Vincent Van Gogh

Aula 16 - 2.7.2019
Cézanne como ponto de chegada e de partida

A última aula tratará do trabalho de Paul Cézanne que representa, ao mesmo tempo, uma continuidade e uma ruptura com a proposta do Impressionismo.

Visita ao Acervo em transformação: obras de Paul Cézanne

Coordenação

Felipe Martinez é doutor em História da Arte pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Atua como professor nos principais museus de São Paulo, como o MASP e o MAM. Defendeu dissertação de mestrado sobre os quadros de Vincent van Gogh presentes no acervo do MASP, onde também trabalhou como pesquisador, e foi pesquisador visitante do Museu Van Gogh, em Amsterdã. Participou de publicações acadêmicas sobre o período impressionista e pós-impressionista, e colabora com a revista seLecT.

Conferencistas